domingo, 31 de outubro de 2010

Pra esquecer esse dia, outro dia, to soothe the soul


São Paulo Free Jazz 1994. Herbie Hancock (keyboard), Oscar Castro Neves (guitarra), Ron Carter (baixo), Alex Acuña (percussão), Shirley Horn (vocal e piano), num tributo a Antonio Carlos Brasileiro Sobrenatural de Almeida Jobim. "Nada mais há pra se dizer" ao final, segundo Hancock. Não carece. Although love might be the saddest thing when it goes away, a música, as feras, são o paraíso.

10 comentários:

  1. Pois é, e ao final de sua vida, com câncer de mama e ainda sem o pé direito (amputado), em cadeira de rodas, bem seguia sua senda musical.
    FERA ESTA SHIRLEY!!!!

    ResponderExcluir
  2. Verdade, Cirito.

    Decerto porque a certeza de um dom muito precioso, muito além da vil matéria, move o espírito mais adiante.

    Beleza a arte dessa mulher, Deus a tenha.

    ResponderExcluir
  3. Not sure about its being soothing or hurting but, whatta hell... who cares? Not me, not anymore.
    bjo

    ResponderExcluir
  4. Uncertainty is a kind of moto for that certain gift!

    and the word (the one that apears) is mantra!

    ResponderExcluir
  5. "Wer nicht liebt Wein, Weib und Gesang der ist ein Narr sein Leben lang."
    [Martin Luther sabia das coisas]

    ResponderExcluir
  6. Who doesn't love a woman, wine, and music remains a fool his whole life long.

    Grande Martinho Lutero!

    Quanto à tradução, me concedo essa interpretação mais pessoal ;)
    traduttore, traditore ha ha

    Love always

    ResponderExcluir

O que você acha?