quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Visitas íntimas para presos. Você é contra ou a favor?

Absurdo o nosso sistema penitenciário. É indulto pra tudo quanto é ocasião, é celular na mão de sequestrador via telefone, é pizza delivery, é tv na cela, é visita sequiçual, é a mó mamata.

Chega a dar nojo. Aliás, não sei o que enoja mais, se o sistema em si, que já é uma porcaria, ou a maldita pressão do Direitos Humanos.

Essa estória de direitos humanos é pra humano, não é pra essas coisas que estão nos presídios de segurança máxima Brasil afora. A tchurma dos Direitows Humanows devia é levar pra casa os malacos que lhes dão peninha.


Como diria o Nazareno, do Chico Anysio: 
"Tá com peninha? Leva pra você!"


Olha aí um exemplo do que é essa nojeira:

Gracyanne enfrenta a saudade do Belo
Postado por Moniquinha em 26/03/08 13:00




Gracyanne Barbosa continua sofrendo com saudade de Belo, que voltou para a prisão em 12 de março. Para ela ter direito a fazer visitas íntimas Belo, terá de freqüentar as aulas de um curso de educação sexual e tirar uma carteirinha que permite que ela entre no presídio. Quando Viviane Araújo, namorava com Belo, também passou pelo mesmo processo e assim que o casal colocou um ponto final na história de amor ela devolveu o documento de identificação que autorizava sua entrada na casa de detenção. Gracyanne não vai desistir, só não está indo às aulas porque a advogada de Belo ainda está tomando as providências legais para que isso se concretize.


Mas não é um desplante? Putanas e malacos vadiando, às expensas do palhaço contribuinte.

13 comentários:

  1. Este país é prodigo em criar benefícios para malacos, preso tem direito a visita intima, quatro refeições por dia, tratamento medico e denta rio, lazer, ter televisão e ainda a família pode levar comida para ele, pois na maioria das vezes ele não gosta da comida da cadeia. E tudo isto as custas dos impostos das vitimas destes senhores (não pode xingar senão os Direitos dos Manos protesta), em países do chamado primeiro mundo preso é preso, e não tem esta bobagem de exaltar canalha, só neste país que a bandidagem tem mordomias. Eles estão lá porque fizeram opção de ir para o crime portanto devem pagar pelo seu crime, sem mordomias. Se for ver eles tem uma vida melhor que a maioria dos trabalhadores, que muitas vezes não tem o que é oferecido aos criminosos, sem falar que não são obrigados a trabalhar, quer dizer estão de ferias remuneradas com nosso dinheiro. Não tenho pena nenhuma deles,quem tem pena de criminoso é o pessoal do Direitos dos Manos.

    ResponderExcluir
  2. Lembram daquele vídeo do delegado Sivuca?
    Um famoso delegado carioca,que foi amigo do Mariel Mariscot,aquele do Esquadrão da Morte,remember?
    O que ele diz é a coisa mais certa,apesar de arrepiar os poucos cabelos do Suplicy et caterva.
    Uma resposta e tanto pra quem se queixa da violência da polícia ou do Bope.Pra quem quer direitos mil pra trafica ou coisa parecida.
    -"Sequestrador,tem que morrer!Traficante,tem que morrer!Latrocida,tem que morrer!Estuprador tem que morrer!
    Bandido bom é bandido morto e enterrado em pé pra não ocupar espaço!"
    Que visita íntima que nada!

    ResponderExcluir
  3. Visita íntima eles deviam ter na forma de Serviço Nacional de Dedetização! Mas isso, antes, vai ter que passar por Brasília!

    ResponderExcluir
  4. Paulo Urbs,
    Direitos dos Manos, isso mesmo. Só.
    Irra, que reiva me dão esses caras!

    Você viu que beleza o sistema prisional dos japas?
    Bem, esses caras estão anos-luz à frente.
    Lá os presidiários nem sequer veem um ao outro, são encaixotados individualmente e passam a vida trabalhando, comendo, dormindo, sem ver ninguém, no silêncio total. Engavetados, literalmente.

    Se não é pra matar, tem-se ao menos que cobrar rancho e alojamento desses tipos, em vez de dar regalias.

    Mas quer o que no país da malocagem?

    ResponderExcluir
  5. Bia,
    estou com o Sivuca desde aquele tempo e não mudei de ideia, ao contrário, cada vez mais convicta.
    Estou postando o vídeo.
    Valeu, louríssima!

    ResponderExcluir
  6. Louie,
    que tal dedetização seguida de aplicações de hormônio feminino, pra deixar os phodões mais delicados?

    ResponderExcluir
  7. Melhor castrar logo de uma vez. Assim não prolifera!

    ResponderExcluir
  8. Do Blog do Reinaldo Azevedo
    Os orgasmos de Marcinho VP e de Elias Maluco têm de ser mais baratos. Que se dêem na solidão do claustro. Ninguém está defendendo que eles fiquem com uma camisa-de-força.

    Escreveu o poeta Gregório de Matos:
    Amigo, quem se alimpa da carepa,
    Ou sofre uma muchacha, que o dissipa,
    Ou faz da sua mão sua cachopa.

    ResponderExcluir
  9. Ahahaha,
    Muito boas, Paulo Urbs. Issaí ;)

    ResponderExcluir
  10. Gerson Guelmann zs3 de dezembro de 2010 10:57

    Raciocinando talmúdicamente, quero propor um tema para dissertação: os caras tem tomada elétrica nas suítes? Para o orgasmo basta um contato com a velha Dª Palmira, mas, putaqueopariu, como fazem para recarregar o celular?

    ResponderExcluir
  11. Pois é, GG
    coisas que ninguém explica.
    Embora a rigor nem precise, são autoexplicativas, não é?
    Eles tem tomadas, eles tem os aparelhos, eles tem tudo o que é preciso. E a 'otoridadi' não sabe.
    Só nós é que sabemos, feito aquele fado.

    ResponderExcluir
  12. Gerson Guelmann zs3 de dezembro de 2010 18:08

    Provavelmente já montaram um "battery-delivery" para atender os mano.

    ResponderExcluir
  13. Com certeza. Afinal é pra isso que existe a galera dos Direitos dos Manos, como chama o Paulo Urbs.

    ResponderExcluir

O que você acha?