segunda-feira, 12 de abril de 2010

Ciro Ropke

Um repolho é um repolho, é um repolho, é um repolho. Se La Stein pode (ô), através da repetição chapada, significar tudo o que queria sobre a rosa, por que não eu sobre o repolho? Ainda mais sendo ele essa repolhudice assim encantadoramente purple, com essa pele lisinha lisinha, gostosa de passar a mão, e essas adoráveis gotículas de quem acabou de sair do banho? Ai, esse repolho me faz idealizar um ser fofucho, lisinho, goticulado, cheio de camadas surpreendentes, incansáveis de se desfolhar e descobrir. Coisa boa que é você, mon chou, mon chou à la crème, my cream puff, my choux pastry heart. E se vocês achavam impossível declarar-se a um repolho, aí está. Nunca duvidem da minha capacidade trípica (de trip, just in case). Ou, o que pode uma paixão diante de uma bela foto, hein?


Mas se vocês não estão exatamente numa erotic mood nesse início de segundona (well, sinto muito, diz ela dobrando os dedos para a palma da mão, dando uma baforadinha neles e polindo as unhas na lapela), podemos viajar na maiona modernista dessa bela tela de roxos e brancos efervescentes em que o Doutor transformou um demi-chou. Esse Doutor, hein? Polivalência total. Geração Mick Jagger, queria o quê? Lenha! Nada menos.

10 comentários:

  1. E eu que pensava ser o único repolho que você amava de verdade. Pelo menos era o que parecia, apaixonadona, até aparecer esse outro aí. E agora, o que faço? Me desfolho? Corto o talo? Jogo fora minhas gotículas? Heim? Heim?

    ResponderExcluir
  2. Ahahahah, Pierrot! Buena esa! Por favor, não corte o talo, não por minha causa, você pode precisar dele ainda para continuar vivinho por um bom tempo. Repolho sem talho murcha, Pierrot. Please, don't.

    Vou repensar esse caso, tá? Promise. Chill down.

    ResponderExcluir
  3. Belas fotos, gostei da ideia.
    Não se pode viver só de flores e passaros, isso tudo está muito manjado.
    Além do mais, repolho combina com segunda feira.
    É muito bom pra ressaca.

    ResponderExcluir
  4. Curtiu as fotos do Doc? Me too. Muito massa, né?

    Mas que receita de polaco é essa? Oripóio é bão pasressaca? Daunde? Dlaczego? Absurdalny! Nigdy!

    Ai, só de pensar numa ressaca atochada de repolho me dá uma zica... a melhor coisa pra ressaca, conforme, é a morte, zifio, uia!

    ResponderExcluir
  5. A FÃ...(incansável)13 de abril de 2010 00:27

    Amei esse nu-botânico-artístico do Dr.esse homem me emociona...!!!

    ResponderExcluir
  6. Tenho uma receita ótima com repolho para curar ressaca, você deixa três folhas de molho na água e, bem..., acho que isso não interessa nesse caso.

    ResponderExcluir
  7. "Sauerkraut" então para os já saturados de pássaros-flores. Se não cura ressaca ao menos muda o bafo, ou elimina de vez todo o conteúdo alcoólico armazenado por outras vias. he,he,he,he,he,he.....
    Valeu todos os comments!!!
    Abração

    ResponderExcluir
  8. Nu botânico é ótimo! Bem dessa. E Doc Ropke já ataca de Sauerkraut. Wunderbar! Adoro! Saudades da minha amadíssima sogra alemoa, mulher notável, bela, excelentíssima mestre-cuca, que Deus a tenha, um dia nos reencontraremos. Já viram alguém curtir a sogra desse jeito? Pois eu curtia. E esse Kraut está a render, pois não?

    ResponderExcluir
  9. Sem dúvidas, NU BOTÂNICO é boaaaaaaaaaaa pedida.
    Aqui tentando me aprimorar neste gênero fotográfico. E com modelos molhadinhas, para dar assim um toque mais sensual.
    Bj

    ResponderExcluir
  10. Mas, bah! Não perdes uma, hein Doutor? Andas mais ligado que rádio de preso, tchê! ;)

    ResponderExcluir

O que você acha?